« macrobiótica | receitas | pratos principais |

Bacalhau com flocos

(Receita alternativa ao tradicional Bacalhau com Natas)

para 7 pessoas

Ingredientes:

  • 6 Cebolas médias/grandes
  • 2 ou 3 quartos de uma posta média de bacalhau (a gosto)
  • ¾ de pacote de flocos de aveia
  • Azeite
  • Gengibre
  • Salsa
  • Natas de Soja
  • Azeitonas
  • Água
  • Sal (consoante o tempo que o bacalhau esteve de molho)

Preparação:

Demolhar o bacalhau.

Cozer durante 20 minutos.

Após cozido, deixar arrefecer um pouco, guardar a água da cozedura e procede-se a fase de retirar as espinhas a pele e de o lascar. Quem preferir pode desfiá-lo em vez de lascar.

Entretanto cortar as cebolas em quartos, colocar na panela ao lume com 3 a 4 colheres de sopa de azeite. Deixar estufar, mas não refogar adicionando um pouco da água do bacalhau (cuidado que esta água pode conter espinhas).

Após a cebola estar transparente adicionar os flocos, o resto da água do bacalhau e acrescente mais água (de preferência já quente).

Adicionar o Sal* e misturar bem os flocos, deixando-os cozer durante 10 minutos até começarem a amolecer e a largar a goma.

Juntar o bacalhau já lascado e sem espinhas, envolver bem.

Cortar um ou dois pedaços de Gengibre do tamanho de uma amêndoa. Cortar em fatias pequenas, picar ou ralar, adicionando aos flocos e bacalhau.

Deixar cozer 20 minutos tendo o cuidado de mexer de vez em quando com uma colher de pau, e se necessário adicionando água quente aos poucos, para que os flocos não peguem ao fundo do tacho.

A consistência deve ficar tipo empadão, nem líquido e muito empapado, nem seco e rijo.

Picar bastante salsa e adicionar ao bacalhau e flocos após cozidos.

Deitar tudo numa travessa, espalhar bem e regar por cima com as natas de soja, algumas azeitonas para decorar, levar ao forno durante 20-30 minutos consoante a potência deste, ou até as natas de soja alourarem.

Decorar com raminhos pequenos de Salsa à volta da travessa.

* O uso de Sal neste prato deve ser consoante o tempo e a muda de águas a que o bacalhau esteve sujeito. Se apenas demolhou da noite para o dia, provavelmente não será necessário adicionar sal à cozedura dos flocos, mas se demolhou em várias águas durante 1 ou dois 2, em principio poderá adicionar algum sal. Vá provando...

Nota: As quantidades de cebola, flocos e bacalhau devem ser a gosto pessoal, pois são ingredientes que se poderá sem prejuízo “jogar” para obter mais ou menos sabor preferencial. Assim, quem desejar maior sabor salgado a bacalhau, deve aumentar a quantidade deste. Quem desejar um sabor mais “doce” deve aumentar a quantidade de cebola e de azeite, deixando-a cozer mais tempo antes de adicionar os flocos e o bacalhau. Umas folhas de louro dão um bom toque neste caso.

 

Sugestão de acompanhamento vegetal: Vegetais escaldados

Ingredientes:

  • 2 a 3 Cenouras
  • Uma mão cheia de feijão verde
  • 2 Beterrabas

Preparação:

Colocar uma panela com água ao lume.

Cortar os legumes em juliana (palitos).

Quando a água ferver, adicionar um pouco molho de soja e colocar os vegetais escaldando-os por 3 minutos, excepto a beterraba que preferencialmente deverá ser cozida mais tempo. Para isso será melhor cozer a beterraba num pequeno tacho à parte.

A razão porque se escaldam é manter o equilíbrio geral da refeição, pois o bacalhau é um prato forte que foi sujeito a dois processos de cozedura pelo que os vegetais devem ser o mais frescos e rijos possível.

Também combina muito bem uma salada de alface, com cenoura e nabo ralado e ligeiramente temperada.

 

É uma delícia!!!

« macrobiótica | receitas | pratos principais |

 

página actualizada a segunda-feira, 19 de Outubro de 2009 00:31:35

© Nelson Avelar 2009

entrada :: E-mail